37 anos
06/08/13
Violência
Dez homicídios registrados em Goiânia nos primeiros cinco dias de agosto
Na noite desta segunda-feira dois homens foram assassinados a tiros

Ketllyn Fernandes

Chega a dez o número de homicídios registrados na capital nos cinco primeiros dias do mês de agosto, conforme dados atualizados pela reportagem junto ao cartório da Delegacia de Investigações de Homicídios (DIH) nesta terça-feira (6/8) –– quantidade que representa 19,6% do total de assassinatos registrado em todo o mês de agosto de 2012, quando 51 pessoas foram mortas em Goiânia de acordo com estatística da Secretaria de Segurança Pública.

Em julho último ocorreram 58 homicídios em Goiânia, 25 a mais que o registrado no mesmo período do ano passado, quando 33 pessoas foram vítimas de homicídio doloso. Antes de julho, março havia registrado o maior número de homicídios de 2013, 55. O mês menos violento até o momento foi junho, com 34 assassinatos.

Dois homens foram assassinados na noite desta segunda-feira (6) em Goiânia. O primeiro assassinato ocorreu, segundo ocorrência da Polícia Militar, por volta das 21h. O comerciante Cláudio Santos Barbosa, de 40 anos, foi morto com quatro tiros no peito dentro de sua pamonharia no Jardim Guanabara.

O delegado que cuida do caso, Hellyton Carvalho, credita como possível causa do assassinato um desentendimento com o antigo proprietário do estabelecimento, sendo ele o principal suspeito. Conforme informações repassadas pela viúva da vítima à polícia, uma bicicleta pode ter sido o motivo de discussão ocorrida na manhã de ontem entre o suspeito e Cláudio.

O segundo homicídio, registrado pela PM às 21h22, ocorreu no Jardim Marilisa. Jhonatan Alves de Oliveira, de 34 anos, foi atingido na cabeça, tórax e áxila. Testemunhas relataram à polícia que dois indivíduos que estavam em um VW Gol prata passaram e dispararam contra ele, que morreu na hora. Conforme a ocorrência, a vítima tinham passagens pela polícia por furto.